<$BlogRSDUrl$>

2003/07/24

Dos bigodes 

É que não há nenhum Santo de bigodes!... Há santos com barba ou sem ela, mas não há nenhum que ampare sobre a sua carlotina um harmonioso jardim piloso. Aliás, não conheço nenhum padre que consiga segurar um bigode. Não é de admirar que a Igreja se vá afastando cada vez mais da população.

Um bigode é sempre uma declaração, genuína, pura, que irrompe de dentro de nós, sem subterfúgios e artifícios de retórica. Um pêlo é um pêlo. Uns bons bigodes constituem um marco, um sinal luminoso, uma presença, uma afirmação. Uma objecção de consciência.

Comments: Enviar um comentário

This page is powered by Blogger. Isn't yours?